Governo retoma obras paralisadas e investe R$ 10,8 milhões em escolas de Rondonópolis

Tratam-se das obras de reformas das escolas Marechal Dutra e Adolfo Augusto de Moraes e da construção de uma escola nova no bairro Jardim Maria Tereza. A reforma da Emanuel Pinheiro já foi entregue

O Governo do Estado está investindo R$ 10,8 milhões em obras de reforma e construção de escolas no município de Rondonópolis (a 212 quilômetros de Cuiabá). Tratam-se das obras de reformas das escolas Marechal Dutra e Adolfo Augusto de Moraes e da construção de uma escola nova no bairro Jardim Maria Tereza, onde passará a funcionar a Escola Estadual Militar Tiradentes Major PM Ernestino Veríssimo da Silva. Os recursos incluem ainda a reforma da Emanuel Pinheiro, que já foi entregue.

Para a reforma da EE Marechal Dutra, cuja obra estava paralisada e foi retomada no mês de agosto de 2019, o governo investe R$ 3,1 milhões.

A obra inclui a reforma de 18 salas de aula, laboratório de informática, biblioteca, sala de articulação, sala de vídeo, sala dos professores, dependência administrativa, ampliação da cozinha, refeitório e vestiário. A escola também será beneficiada com a reforma da quadra poliesportiva.

Para o diretor da unidade, Evandro Silva Brocuá, a expectativa é de que quando as aulas presenciais retornarem a reforma já tenha sido finalizada e os alunos poderão desfrutar de um espaço totalmente novo.

“Acredito que para a melhoria do ensino-aprendizado não basta que a escola tenha apenas uma boa aparência, precisamos também de um quadro administrativo e pedagógico competente, e isso a gente já tem. Mas com essa estrutura nova tenho certeza de que as condições de aprendizagem vão melhor consideravelmente”, enfatiza.

O diretor ressalta ainda que trabalha nessa escola desde o ano de 2000 e nunca viu uma reforma desse porte sendo realizada. “Essa obra chegou a ser iniciada, mas foi paralisada no meio do caminho. A comunidade já estava descrente e não tinha expectativa de que um dia ela terminaria. Mas, felizmente, ela foi retomada no ano passado e agora temos certeza que a partir de 2021 a situação aqui vai mudar de forma radical”.

Fundada em 1953, a escola atende 725 alunos do 1º ano do ensino fundamental até o 3º ano do ensino médio. A última reforma da escola foi em 2006.

Escola nova

Outra obra em Rondonópolis, que também estava parada e foi retomada pela atual gestão é a construção de uma escola no bairro Jardim Maria Tereza. A construção teve início em fevereiro deste ano.

Orçado em R$ 3,9 milhões, o novo prédio comtempla 16 salas de aula, laboratório de informática e biblioteca, cozinha, refeitório, banheiros e vestiários, praça de recreação e urbanização, parte administrativa e quadra poliesportiva coberta, além de receber todo o mobiliário e equipamentos novos.

“Com a construção dessa unidade vamos possibilitar a ampliação do atendimento da escola militar, passando de uma média de 350 alunos para quase mil alunos”, informa a secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, que esteve em Rondonópolis na semana passada para conferir de perto o andamento dessas obras.

Mais reformas

Ainda em Rondonópolis, o Governo do Estado vai retomar as obras de reforma geral da EE Adolfo Augusto de Moraes. O processo de licitação já está em andamento.

Para a realização dessa obra, serão investidos R$ 2,8 milhões e vai contemplar construção de nova sala de aula, refeitório, vestiário, substituição da cobertura existente por telha isotérmica sobre estrutura metálica, troca de todas as esquadrias, instalações hidrossanitárias, drenagem e elétricas, além de adequações visando atender a acessibilidade, instalações de segurança e prevenção de combate a incêndio e pânico.

A diretora da escola, Elisângela dos Santos Ribeiro Lima, ressalta que essa reforma proporcionará aos alunos um conforto muito grande, fazendo com que se sintam mais seguros na unidade.

“A nossa escola tem um pedagógico riquíssimo, mas alguns pais não se sentiam confortáveis em matricular seus filhos aqui por conta da situação da estrutura física. Já perdemos alguns estudantes por conta disso, mas a reforma vai oferecer mais estabilidade e confiança aos pais”.

A diretora explica que em 2014 houve um vendaval na região e a escola teve o telhado destruído.  Em 2016 começou uma reforma, mas, infelizmente a obra foi suspensa logo depois.

No início deste ano, visando garantir que a escola tivesse condições de iniciar o ano letivo, a Seduc realizou pequenos reparos e serviços de manutenção. Isso foi uma alternativa para aguardar até que o novo projeto fosse executado e o processo de licitação finalizado. 

“Estamos na expectativa de começar a reforma geral e sermos contemplados com tudo que tanto sonhamos e almejamos”, observa a diretora.

A escola atende 175 alunos na modalidade de tempo integral.

Outros investimentos em Rondonópolis

A secretária Marioneide Kliemaschewsk lembra que em Rondonópolis já foi concluída a reforma geral da Escola Estadual Emanuel Pinheiro. A unidade de ensino ficou por um bom tempo com as obras paradas, mas foi retomada no início de 2019 e entregue no final do ano, beneficiando cerca de 450 alunos do ensino fundamental.

Para a realização dessa obra, o Governo investiu recursos na ordem de R$ 924,3 mil. A escola passou por reforma dos banheiros, cozinha, biblioteca e dependência administrativa, incluindo adaptação para pessoa com deficiência; substituição de toda a cobertura, com a troca da estrutura de madeira por armação metálica; substituição da telha de barro por cobertura isotérmica; pintura completa; troca do piso e do azulejo; nova instalação elétrica, com condições de climatização de todas as oito salas de aula. A escola também recebeu troca de todos os mobiliários e equipamentos, incluindo climatização de todas as salas.

Fonte: Gov MT